“The ghost in the machine”

Quando instalamos uma máquina que queremos monitorizar, é habitual fazermos um .forward na raiz do root para recebermos o e-mail da máquina. É como se estivessemos a dizer para a máquina “olha… quando estiveres triste e tiveres algum problema, liga para aqui”.

Como já sabemos à partida que a máquina não vai dizer nada por si só,  instalamos logo o logwatch e o snort.

(Mas fica sempre uma réstia de esperança… “se estiveres sozinha e triste, eu estou aqui” Smile)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s